O que é CDI? Como a taxa define o rendimento de aplicações?

Leandro Benincá

Educador financeiro

Investimentos - 31 de Janeiro de 2019
Tempo de leitura:

Você finalmente decidiu investir, fazer seu dinheiro render, estudar e entender tudo o que é preciso… e então aparecem na sua vida essas três letrinhas: C-D-I.

Você pensa:

“Mas, pera. O investimento que eu procurava era CDB. O que é isso?”

Pois é, apesar dos nomes parecidos, CDI e CDB são coisas diferentes. Esse tal CDI é a famosa taxa DI - e hoje é o dia de você (finalmente) entender tudo sobre ela!

A taxa DI é um dos indicadores mais usados no mercado financeiro brasileiro. Mesmo assim, poucas pessoas sabem o que é, como funciona e qual a sua importância, tanto no mercado de investimentos quanto na economia.

Para começar, o que é CDI?

CDI significa Certificado de Depósito Interbancário e esta é a forma mais simples de entender para que serve: o CDI é usado como uma maneira pela qual os bancos e instituições financeiras fazerem empréstimos entre si.

Entendeu? Um banco faz empréstimos de curtíssimo prazo (um dia) para o outro, para que eles fechem o dia com saldo positivo em caixa. Por que isso?

Porque é norma do Banco Central, os bancos devem encerrar seu dia com saldo positivo em caixa. Isso é feito para garantir que todo banco sempre vai ter dinheiro para saldar seus compromissos. É uma forma de proteger os correntistas.

Mas pode ser que em um determinado dia o banco tenha um número de saques maior que o valor de depósitos, e a conta fique negativa. É aí que entra o Depósito Interbancário -  uma instituição que tem dinheiro sobrando pode financiar outras que estão precisando, e assim todo mundo fecha o dia no positivo!

Esse dinheiro que vai todo dia de um banco para outro para fechar as contas é emprestado via CDI. Ou seja, o Certificado de Depósito Interbancário é o nome do papel ou título que formaliza a movimentação do dinheiro entre instituições financeiras.

Tá, mas o que os empréstimos entre os bancos têm a ver com os seus investimentos?

A resposta é mais fácil do que você imagina! É justamente a taxa média dos CDIs que é usada como referência para o mercado financeiro como um todo.

Por exemplo, a rentabilidade de grande parte dos investimentos em renda fixa é atrelada a um percentual da taxa DI. (Lembrando que taxa DI é o nome oficial desse indicador financeiro, mas o mais comum é todo mundo falar CDI.)

No caso da Neon, os investimentos que você pode fazer direto pelo app são CDBs do nosso parceiro, Banco Votorantim. Eles rendem de 95% a 101% do CDI. Isso é muito mais do que a poupança, que atualmente rende apenas em torno de 70% do CDI, sabia?

E quanto rende o CDI?

Quando você investe com base na taxa DI, você não sabe exatamente quanto seu dinheiro terá rendido no momento futuro em que for resgatar. Isso porque a taxa varia ao longo do tempo (ela é a média das taxas praticadas entre os depósitos interbancários, lembra?). Mas  dá pra ter uma ideia.

Em 2005, por exemplo, um rendimento de 100% do CDI significava 20% ao ano sobre o valor aplicado. Entre 2015 e 2016, os mesmos 100% do CDI rendiam 14,15% ao ano.

Se você investe hoje, em 2019, sua rentabilidade vai depender da taxa que será aplicada no futuro, durante todo o período enquanto seu dinheiro estiver depositado no investimento. A flutuação do CDI está diretamente atrelada à flutuação da taxa de juros no país, a famosa Selic.

Se você quiser fazer uma simulação dos seus investimentos, baseado na taxa DI de hoje, a conta é simples: multiplique o percentual do CDI do seu investimento pela taxa DI atual, e você vai descobrir o rendimento da sua aplicação.

Complicou? Vamos com exemplos.

Supondo que o CDI esteja em 7% ao ano:

  • Um CDB que rende 100% do CDI tem como rentabilidade a mesma porcentagem da taxa DI. Se o CDI indicar 7%, esse CDB também será de 7% no período.

  • Um CDB que promete 90% do CDI? Vamos fazer a conta: 7 x 0,90 = 6,3%

  • Se o CDB render 110% do CDI, a conta seria 7 x 1,10 = 7,70%

Lembrete de matemática

Para fazer cálculos com percentuais, o mais simples é usar o equivalente decimal. Para chegar ao equivalente decimal de um número, é só dividi-lo por 100. Exemplos: 90 dividido por 100 dá 0,9; 85 dividido por 100, dá 0,85; 105 dividido por 100, dá 1,05.

Onde consultar o CDI ou taxa DI?

Uma fonte oficial e confiável onde você pode encontrar o valor da taxa DI ou CDI sempre atualizada é no site da B3. Alguns indicadores financeiros ficam em destaque logo na primeira página, inclusive a taxa DI (destacada em amarelo):

taxa-cdi-b3

Quais investimentos rendem CDI?

Já ouviu falar em investimentos prefixados e pós-fixados?

Bom, as aplicações em renda fixa se dividem em 3 categorias: prefixadas, pós-fixadas e híbridas.

  • Em um prefixado, você sabe quanto vai ser o rendimento no momento da aplicação. Por exemplo, 5% ao ano. Independentemente do que aconteça com a inflação, se os juros subirem ou caírem, seu rendimento é de 5% e ponto.

  • Em um investimento pós-fixado, a taxa de juros é baseada em um indicador variável. Por exemplo, a taxa DI ou a taxa Selic, que é a taxa básica de juros da economia brasileira. Como essas taxas variam, você não sabe exatamente quanto seu investimento vai render ao longo dos anos, pois ele vai acompanhar esta taxa. O interessante, nestes casos, é que essas taxas costumam acompanhar a economia e a inflação. Em épocas de inflação alta, seu investimento tende a render mais, para acompanhar as perdas.

  • Na categoria híbrida, uma parte do rendimento é prefixada, outra parte é pós-fixada. Por exemplo, um investimento que prometa 5% + IPCA ao ano indica que você vai receber estes 5%, fixos, e mais o percentual do índice de inflação, o IPCA.

Agora que você já entendeu essa diferença, vamos ver uma lista de investimentos que têm o rendimento determinado pelo CDI.

O tal do CDB

O CDB é um título emitido pelos bancos e instituições financeiras para captar dinheiro junto aos clientes. Quando você compra um CDB, empresta dinheiro para o banco e, em troca, ele devolve o valor com juros quando o título vencer.  Em vez de pagar juros, você passa a lucrar com eles!

A porcentagem de CDI pode variar de banco para banco. E a maior dica é: instituições menores tendem a oferecer CDBs com rendimentos maiores, para atrair pessoas interessadas em investir.

A maioria dos CDBs oferecidos no mercado, hoje em dia, são pós-fixados - justamente atrelados ao CDI. Mas você também pode encontrar ofertas de CDBs prefixados em vários bancos e corretoras, se preferir.

Se você quiser saber TUDO sobre este tipo de investimento, não pode deixar de ler este outro artigo aqui do blog da Neon.

LCI

Letra de Crédito Imobiliário, como o nome já diz, tem ligação com atividades do ramo imobiliário. Ao aplicar nesse tipo de título, você empresta dinheiro para que o banco invista em atividades de construção e aquisição de imóveis.

No vencimento de uma LCI, o valor que você emprestou é devolvido com juros. A lógica da LCI é bastante parecida com a do CDB.

As principais diferenças: a LCI costuma exigir um valor mínimo mais elevado para se começar a investir e é isenta de cobrança de Imposto de Renda sobre o rendimento da aplicação.

LCA

A Letra de Crédito do Agronegócio, assim como a LCI, é uma espécie de empréstimo feito para o banco onde ele financia um setor da nossa economia - nesse caso, o agronegócio.

Para simplificar, ele é uma versão do LCI: também pode ser pós-fixado (com rentabilidade atrelada à taxa DI) e isento de Imposto de Renda.

LC

As LCs (Letras de Câmbio) funcionam exatamente como um CDB.

Apesar do nome, elas não têm ligação com nenhuma moeda estrangeira. A diferença é que as Letras de Câmbio são emitidas por financeiras e não por bancos. Só isso.

Ao comprar uma LC, você estará emprestando seu dinheiro para empresas que concedem empréstimos pessoais ou consignados, dentro dos mesmos moldes que a gente já viu no CDB.

Hora de investir com foco no CDI

Agora que você já entende as diferenças, sabe o que é a taxa DI ou CDI e como fazer o cálculo dos seus investimentos, a melhor hora para começar É AGORA.

Na Neon, você pode começar a investir com apenas R$ 10, ver esse dinheiro render e realizar seus sonhos futuros.

E a minha vantagem favorita: nos investimentos da Neon, seu dinheiro está sempre disponível, 24 horas por dia, mesmo em feriados ou fins de semana. É só acessar a aba "investimentos" no seu aplicativo Neon, pedir o resgate, e o dinheiro fica disponível na sua conta na hora, pronto para ser usado com o cartão de débito, cartão virtual, transferido, sacado… Use como for melhor para você!

Saiba mais sobre o CDB da Neon e abra sua conta agora mesmo!

Baixe o APP

Receba dicas para lidar com seu dinheiro por e-mail

Comentários